Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

Vitória empatou a uma bola com o Benfica

Douglas regressa aos golos. Roberto também marcou, Carlos Xistra anulou.
Depois de ter eliminado o Benfica da Taça de Portugal, a equipa vitoriana partia para este encontro com o mesmo objectivo. Um objectivo que esteve perto de ser cumprido, não fosse a má visibilidade de alguns intervenientes no jogo. É certo que o estádio D. Afonso Henriques não permitia um bom jogo de futebol, mas uma vez mais, como acontecera na Madeira, o Vitória foi a equipa que melhor se adaptou ao relvado e esteve sempre em cima do adversário. Perante o Benfica, aquela equipa que todos insistem em apelidar de demolidora, o Vitória impôs as suas regras e não cedeu qualquer espaço à equipa de Jesus.
Num jogo que o técnico benfiquista apelidou de “seja o que deus quiser”, o Vitória não foi na conversa dos deuses e fez-se ao trabalho. Trabalho. Luta. Entrega. Foram estes os ingredientes para uma primeira parte à Vitória. Nos primeiros quinze minutos, o Vitória esteve perto do golo por três ocasiões. A equipa de Paulo Sérgio não chegou ao golo mas mostrava-se mais perto de o conseguir que o adversário.
Para a etapa complementar, Paulo Sérgio não mexeu na equipa e continuou a assistir tranquilo às boas exibições dos seus pupilos. Depois de tantas vezes ter procurado, o Vitória acabaria por chegar ao golo. Após um cruzamento da esquerda, Douglas abriu o marcador e colocou o Vitória mais perto da passagem às meias-finais da competição. Logo a seguir, Jorge Gonçalves atirou à barra e a equipa vitoriana parecia acreditar no triunfo. Contudo, aos 74 minutos, Fábio Coentrão terminaria com a esperança vitoriana em seguir em frente e empatava a partida.
Ainda assim, o Vitória não desarmou e, já com dois avançados na frente, a equipa ganhou força. Roberto marcou. O Vitória passou para a frente do marcador. Mas Carlos Xistra anulou o golo. O árbitro de Castelo Branco assinalou falta sobre o guarda-redes. Dizem que é moda em Portugal. No jogo desta noite, a demasiada protecção aos guarda-redes prejudicou a equipa vitoriana e o Vitória viu a Taça da Liga fugir-lhe do horizonte.
Depois do empate desta noite, o Vitória regressa esta quinta-feira aos treinos tendo em vista a preparação ao encontro com o Vit. Setúbal. Recorde-se que o jogo entre Vitórias acontece este sábado, pelas 17 horas, no Estádio D. Afonso Henriques.

 

Declarações de Paulo Sérgio

''O empate é injusto. O Vitória criou mais oportunidades de golo, mas cometeu um erro e permitiu o golo a Fábio Coentrão. Não defendemos bem nesse lance. Apresentámos um nível muito bom, mesmo com oito jogadores em campo que têm pouca competição nas pernas. Quanto ao golo anulado, o Roberto diz-me que não tocou no guarda-redes, mas dou o benefício da dúvida ao árbitro. Importa dizer que o Vitória não queria jogar. Foi o Benfica que quis, por isso não se pode queixar das condições. Agora ficámos com a relva toda estragada e vamos ter mais dificuldades no jogo contra o Setúbal.''  VitoriaSC.pt

Publicado por AnaPereira às 00:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

.Mais sobre mim :)

.Pesquisar neste blog

 

.Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


.Posts recentes

. Convocados - Vitoria SC v...

. Vitória perde na Luz

. Convocados - SL Benfica v...

. Adeus Taça da Liga!

. Convocados - Nacional vs ...

. Morrer na praia

. Convocados - Rio Ave vs V...

. A um poste da Vitória

. Convocados - Vitoria SC v...

. Vitória empatou a uma bol...

.Arquivos

.Links

.Fala Connosco

Participa no Blog. Envia-nos fotos, videos, mensagens de apoio, sugestões etc. Contamos contigo. Utiliza o nosso mail para tudo isso --> apereira_vsc18@hotmail.com

.Visitas

Free Hit Counter

.O que dizem dele

“O Moreno é um grande jogador e um orgulho para a cidade e para o clube, porque é um grande vitoriano. E pode muito bem chegar à selecção principal. Já vários jogadores que fui treinando e lançando na minha carreira conseguiram chegar à selecção nacional, mas o Moreno seria um caso especial, porque lidei muitas vezes com o seu desespero de se sentir um jogador injustiçado e incompreendido. É um grande campeão, um de vários campeões que o Vitória tem a sorte de ter no seu balneário” Manuel Cajuda, sobre a chamada de Moreno à Selecção B
“O Moreno e o Flávio transportam para o balneário a mística do Vitória” Roberto, Chat Fan Zone

.Sondagens